Os mistérios de Plutão

Os últimos dias têm sido uma adrenalina para os cientistas (e curiosos) do mundo todo, já que depois de nove anos de viagem, no último dia 14, a sonda New Horizons chegou enfim a Plutão, nosso “planetinha” longínquo.

Featured image

Todas as informações a respeito do planeta anão, chegarão ao longo de 16 meses, mas o pouco que se viu deixou os cientistas perplexos e animados.

Do ponto de vista mais holístico, o que se percebe quando a ciência “descobre” e/ou se aprofunda em algo, é que na verdade mistério é só um ponto de vista. Tudo o que se vê é uma parte do todo, aquilo que não se vê é chamado mistério. A partir do momento que se passa a pesquisar e observar mais de perto, o mistério vai se dissolvendo, e tudo parece incrivelmente normal depois. Como se tudo estivesse ali, diante de nós, mas nossos pensamentos limitados nos impedem de ver de fato.

Outra questão levantada com esse evento é a frase: “Há muito mais entre o céu e a Terra do que sonha nossa vã filosofia”. Nunca na história da humanidade, essa frase tem sido provada e repetida com tanto mérito. Muitas descobertas foram feitas ao longo de nossa história, mas talvez estejamos vivendo agora uma das maiores revoluções, pois são tantas descobertas importantes, ao mesmo tempo, e em tão pouco tempo se comparado aos descobrimentos do passado, que muitas vezes nem percebemos, mas num futuro bem próximo, vamos contabilizar uma mudança incrível, creio. Nosso Universo ainda é um mistério, mas está se descortinando, se despindo para nós, de forma muito rápida. Estejamos atentos!

Gratidão aos cientistas que não se cansam de buscar.

E para quem adora assuntos de astronomia, a matéria abaixo é um prato cheio.

Por que a passagem da sonda por Plutão deixou os cientistas de queixo caído

“Eu pensava que esta missão poderia terminar como uma das mais chatas do mundo, e que Plutão acabaria sendo como nossa Lua ou Mercúrio, um planeta cheio de crateras em que nada acontece”, afirmou à BBC Nigel Henbest, astrônomo britânico da Universidade de Leicester e conhecido divulgador científico.

“Ficamos todos de queixo caído com o que vimos, toda a atividade nesses mundos (Plutão e suas luas), mas ainda não temos ideia do que está realmente ocorrendo ali.”

Henbest fala com paixão sobre a paisagem de montanhas geladas, sem crateras e com evidências de processos geológicos encontrada no planeta anão nos confins do Sistema Solar.

Sua surpresa é compartilhada pelo restante da comunidade científica que, graças à sonda New Horizons da Nasa (agência espacial americana) que sobrevoou Plutão em 14 de julho, pode, pela primeira vez, conferir imagens em alta resolução do planeta.

A geografia dinâmica e variada revelada pelas imagens muda a perspectiva que tínhamos sobre esse corpo celeste desde seu descobrimento, há 85 anos.

E essas informações também podem trazer respostas sobre como se formam os planetas e, inclusive, sobre as origens de alguns elementos fundamentais da vida.

(veja a matéria na íntegra clicando aqui)

Saudações! Namastê! Shalom!

Fonte: BBC

Anúncios

Um comentário sobre “Os mistérios de Plutão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s