Minha mentora espiritual

Todos que se iniciam nos caminhos da espiritualidade, possuem um mentor espiritual. Às vezes demora um tempo para se descobrir quem é e o momento da descoberta é um insight, desses que quando vem ficamos pensando: mas é claro, é óbvio, como não percebi antes?

Alguns podem escolher seu mentor, mas acredito que seja uma escolha mútua. Como naquela cena do filme Avatar, em que os Na’vis tem que escolher seu Toruk. O fato é que todos temos nossos ajudantes espirituais: Anjos-da-Guarda, santos de devoção, orixás, Guias Espirituais desencarnados, etc. Mas um mentor é quem irá nos mandar as mensagens necessárias para nosso aprendizado espiritual, através dele(a) receberemos toda a sabedoria necessária para trilhar o caminho. E ele(a) nos mostrará de diversas formas: livros que acabamos comprando “casualmente”, pessoas que nos ensinam algo que precisamos naquele momento, sites e blogs que acabamos conhecendo e passamos a receber leituras interessantes, mensagens que surgem em nossa timeline ou até mesmo na rua, vinda da TV, do rádio, enfim… os meios pelos quais recebemos conhecimento são inúmeros.

Minha mentora espiritual é Tara

Featured image

Tara (em sânscrito Tārā, provavelmente “estrela”, e, para os tibetanos, Drol Ma ou Jetsün Dólmã, “Salvadora”), é uma deidade feminina do budismo Vajrayana (“Caminho Diamantino”, que simboliza a sabedoria que discerne agudamente como um raio).É a mãe da compaixão, o aspecto feminino de Avalokiteśvara bodhisattva , indissociável do estado desperto iluminado, Buda. É a divindade nacional do Tibete.

Na China sua equivalente é Kuan Yin.

O mito – resumido – de Tara

Conta-se que a princesa Yeshe Dawa, “Lua de Sabedoria”, que recebeu ensinamentos de um Buda, acumulou méritos e sabedoria, tendo sido aconselhada a rezar por um renascimento masculino, pois, como homem, alcançaria a iluminação espiritual. Reconhecendo nisso a ignorância de que a dualidade é relativa, fez o compromisso de sempre renascer em forma feminina, como mulher. Por esse gesto de sabedoria e compaixão, Yeshe Dawa/Tara é considerada manifestação de Avalokiteshvara, sânscrito Avalokiteśvara, “Aquela que enxerga os clamores do mundo”.

Nomes de Tara

De acordo com as várias linhagens do Budismo tibetano, a lista dos nomes de Tara pode apresentar variações. Dos 108 nomes e 21 formas e inúmeras cores de Tara, três são mais populares:

– a Tara Branca, sânscrito Sitatāra, identificada com a Princesa da China, esposa do primeiro rei budista do Tibete, Songtsen Gampo, séc. VII. Em geral associada a Kuan Yin, que também é representada na cor branca.

– a Tara Verde, sânscrito Syamatāra, identificada com a Princesa do Nepal, segunda esposa deste mesmo rei Salomão. Todas as outras derivam dela.

– a Tara Vermelha, Rigdjed Lamo em tibetano, que evoca nosso estado desperto natural, denominado rigpa, também torna-se conhecida no Brasil, por influência de Chagdud Tulku Rinpoche.

Featured image

Mantra de Tara Verde (foi por causa deste mantra que a descobri)

OM TARE TUTTATE TURE SOHA 

(Sânscrito:  Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā)

OM: as qualidades do corpo, palavra e mente dos Buddhas. É a meta;

TARE – “aquela que liberta” – de apegos e sofrimentos temporais-

TUTTARE – “Que elimina todos os medos” (oitos medos causados pelas oito ilusões: l. Apego (enchente). 2 – Ira (fogo). 3 – Ignorância (elefante). 4 – Inveja (serpente). 5 – Orgulho (leão). 6 – Avareza (correntes da prisão). 7 – Visões erradas (ladrões). 8 – Dúvida (fantasmas));

TURE – “Que concede todo sucesso” e liberta dos obscurecimentos sutis, apegos e individualidades;

SOHA – “Que essas bênçãos se concretizem”, que cheguem ao coração e a mente.

Aqui você pode escutar a versão desse mantra com as 108 repetições.

Featured image

Há muito mais sobre Tara e sobre Kuan Yin, duas divindades femininas muito especiais. Aqui passei apenas algumas informações básicas, para atiçar a curiosidade. Mas se sentir o chamado para uma delas, seguem os links de sites com mais informações:

Blessed be! Namastê!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s