Bruxa sim e com orgulho!!!

Exato, depois de passar pelo que chamamos de “noite escura da alma” e compreender com profundidade tudo o que se passou em meu interior, renasci e agora autoiniciada nas Tradições da Velha Arte! Um novo ciclo inicia, mas ainda tem muito aprendizado pela frente, pois a iniciação, na verdade, nunca acaba; o que acabam são as etapas, os ciclos, mas tudo faz parte de uma roda, a Roda da Vida.

dsc01336

Infelizmente, a palavra bruxa foi totalmente deturpada pela sociedade, desde a Era das Fogueiras, e ainda hoje ela é sinônimo de algo ruim, macabro, feio; virou até ofensa, para chamar de bruxa alguém que é má, que é feia, etc. Triste! Como apagar do inconsciente coletivo essa mácula?

Precisamos ensinar de novo o que é de fato uma Bruxa. E vai levar tempo, talvez até devêssemos esquecer essa palavra e criar outra… E se for analisar as outras palavras que servem de sinônimo, tão pouco ajuda: feiticeira (só faz feitiços), maga (não soa bem), curandeira (resume a quem cura apenas), vidente (altamente zoada pela mídia), xamã (as pessoas associam com algo indígena apenas). Difícil não é?

Bruxa é mais interessante porque engloba tudo o que a pessoa é e faz: feitiços, curas, rezas, clarividência, mediunidade, proteção, conhecimento, autoconhecimento, magia, espiritualidade, empoderamento… Para ser bruxa precisa gostar muito de ler e estudar, pois está continuamente pesquisando e aprendendo; precisa se conectar com a Mãe Natureza e compreender seus ciclos; precisa aprender ou desenvolver técnicas de cura, de leitura de oráculos, de vidência; precisa conhecer feitiços já existentes e criar os seus; precisar conhecer preces já existentes e criar as suas; precisam conhecer cantos já existentes e criar os seus; precisar conhecer ervas e essências; precisa conhecer a fundo os ciclos lunares; precisa entender de astrologia, numerologia, mitologia, sonhos, um pouco de psicologia, alquimia, e um pouco de cada religião, para compreender as pessoas que a procuram pedindo conselhos e ajuda. Precisa entender tudo de espiritualidade e energia.

Pois é, nós bruxas não temos preconceito com a religião alheia, desde que não nos ataquem! Aliás, não entendo porque as religiões cristãs ainda atacam tanto a Antiga Religião! Às vezes fico pensando na questão da feitiçaria que eles tanto temem e odeiam, mas se você for analisar, eles praticam feitiçaria o tempo todo (vou ser queimada por causa desse comentário!), pois veja bem como não estou blasfemando:

  • O que é uma novena, senão uma simpatia (feitiço) para alcançar algo?
  • A transmutação do Corpo e Sangue em Hóstia Sagrada não é uma magia?
  • A prática do exorcismo (tirar um espírito maligno do corpo de alguém) não é pura feitiçaria?
  • E o que falar da Água Benta? É uma água que se oferece a um determinado espírito para que seja abençoada, isso é magia!
  • E os Livros Sagrados de muitas religiões como foram “recebidos”? Foram intuídos, recebidos por psicografia, por clarividência, por clariaudiência… F.E.I.T.I.Ç.A.R.I.A!

Eu poderia ficar aqui cintando uma centena de outros exemplos, mas não quero me estender mais. Só gostaria de entender por que: novena pode, simpatia não; exorcismo pode, banho de ervas para banimento não; água benta pode, água solarizada não!

Pura semântica!

No meu primeiro dia como oficialmente Bruxa, no Dia das Bruxas, só desejo que sejamos respeitadas(os), que a Antiga Religião seja respeitada, que as pessoas passem a compreender antes de criticar, afinal maldade se faz em qualquer religião ou seita. Bruxas estão à disposição da Deusa e do Deus, da Natureza e da Cura, para auxiliar quem as procura. Tem quem faça maldade, claro que tem, mas NÃO É A REGRA. Se fôssemos generalizar, diríamos que todos os padres são pedófilos, que todos os pastores são corruptos, que todos os islâmicos são terroristas e assim por diante. Mas não é assim e no fundo a gente sabe, mas a sociedade gosta de dar mais ênfase ao que é ruim do que ao que é bom, por isso a palavra bruxa está banalizada de forma tão negativa.

Seja mais consciente em seus julgamentos, porque o mundo gira, os ciclos mudam e amanhã ou depois, pode ser você o(a) julgado(a)!

Que a Magia possa ser feita em qualquer lugar, com amor e gratidão, pelo bem de todos os envolvidos! Blessed be!

FELIZ DIA DAS BRUXAS!

O ateu e o religioso

Hoje quero escrever sobre uma história que escutei a muito tempo atrás. Sempre que alguém duvida de minhas crenças, ou das crenças de outra pessoa, eu lembro dessa história.

Eu costumava ouvir um programa noturno de uma rádio aqui do sul, bem diferente, meio maluco até, que ia até altas horas da madrugada. Tinha, além das músicas mais bacanas, algumas maluquices que o radialista (doido de pedra) fazia, como ligar pra pessoas conhecidas, no meio da madrugada, só para saber o que estavam fazendo, ligar para alguém, a pedido de outro, para fazer uma declaração, entre outras coisas. A meio noite, sempre, ele lia alguma mensagem, poema, trecho de livro, coisas assim para se pensar, depois colocava uma música mais lentinha pra relaxar. Eram mensagens muito interessantes, bacanas, às vezes engraçadas, outras tristes, ou apenas filosóficas… mas uma delas eu nunca mais esqueci, que é a história que vou relatar abaixo:

Um neurocirurgião católico fervoroso e um astrônomo ateu conversavam, discutindo religião, quando o ateu falou: Há muito tempo que eu estudo o Universo, explorando o céu, os planetas, as constelações, e eu nunca vi Deus.

Foi então que o neurocirurgião rebateu: Há muito tempo que eu faço cirurgias, já abri muitos cérebros, e nunca vi um pensamento.

Featured image

Tem coisas que sabemos que existem, não precisamos vê-las, porque podemos senti-las. A Energia que nos criou, seja qual for o nome que lhe damos, é assim, é preciso senti-lo, não vê-lo com os olhos físicos. Só conseguimos vê-lo com os olhos da alma e presenciá-lo em toda a Sua obra, que está a nossa volta o tempo todo e é perfeita: a natureza e seus ciclos, o corpo humano e seus ciclos.

Blessed be! Namastê!

Foto: Nicholas Buer, site Hypeness

Filme Os Agentes do Destino

Ontem, pela enésima vez, assisti ao filme Os Agentes do Destino, com Matt Damon e Emily Blunt. Acho esse um dos filmes de ficção mais interessante sobre o tema destino. Ele envolve as questões: livre arbítrio, anjos, amor, obstáculos na vida, objetivos, escolhas, Deus, destino, plano divino. Tudo de forma metafórica, mas de fácil compreensão.

O filme inteiro tem mensagens bem interessantes, portanto vale a pena assistir, mas para mim, mesmo que fosse um filme ruim no início e no meio, o final dele já vale a pena. Se não puder assistir inteiro, só o final já vale!!! É sobre esse final que resolvi fazer este post.

Featured image

David (Matt Damon) é um político em ascensão, que busca seu lugar no senado. Por acaso, ele conhece Elise, uma dançarina de personalidade forte e independente, que causa uma turbulência na vida pessoal e profissional de David. Por ela, ele resolve arriscar tudo. Mas os Agentes do Destino (seriam Anjos?) precisam evitar que eles fiquem juntos, porque está escrito no “plano” (livro com o destino das pessoas) que eles não devem se unir, pois haveriam consequências ruins para ambos. O “Cabeça” (seria Deus?) tem um plano para cada um deles. Mesmo assim, eles resolvem ficar juntos e arriscar, e começam a buscar respostas, inclusive entrando no “mundo” dos agentes, para tentar descobrir o que está acontecendo. E eis que, por causa do amor de um pelo outro eles conseguem convencer o “Cabeça” a reescrever seus destinos. Abaixo segue o diálogo final entre eles dois com Harry (Anthony Mackie) que seria o “anjo” de David, que copiei da versão dublada do filme:

– Harry, você é o Cabeça?

– Não, mas você já o conheceu, ou ela. Todos já o conheceram. O Cabeça assume diferentes formas para que todas as pessoas raramente percebam quando vai acontecer.

– Isso é algum tipo de teste?

– De uma certa forma é sempre um teste, para todo mundo… Mesmo os membros do Agentes do Destino! David, você arriscou tudo por Elise. Elise, quando você entrou por aquela porta na Estátua da Liberdade você também arriscou tudo. Pois você me inspirou! Parece que inspiraram o Cabeça também!

– Isso tem a ver conosco? [sobre o livro do destino]

– Sim.

– O que está escrito?

– Consta aqui que esta situação entre vocês dois é um sério afastamento do plano… então o Cabeça reescreveu! [neste momento ele mostra o livro com o plano reescrito, mostrando que eles podem seguir juntos]

Esse diálogo mostra que o amor entre os dois inspirou não só o Anjo de David, mas também a Deus, que resolveu mudar seu plano para que eles pudessem ficar juntos. Seria uma metáfora de que o amor realmente pode mudar tudo, e é uma das forças que inspira a Deus, a outra é a Fé. A frase “A fé move montanhas” é verdadeira e podemos observar que amor verdadeiro é uma forma de fé.

Abaixo segue a narração final de Harry, incrivelmente linda:

A maioria das pessoas vive no caminho que nós estabelecemos, com medo demais para explorar outros caminhos. Mas de vez em quando, pessoas como vocês aparecem e derrubam todos os obstáculos que colocamos… pessoas que sabem que o livre arbítrio é um presente e que você nunca poderá usá-lo a não ser que lute por ele. Acho que esse é o verdadeiro plano do Cabeça e talvez um dia nós não tenhamos que escrever o plano, e sim você!

Despertar nossa Consciência Divina, nosso Eu Interior, abrindo mão do ego e da mente vaidosa e limitadora, seria o caminho para termos realmente nosso livre arbítrio e transformar nossa vida totalmente, para melhor. Muitos acabam despertando para isso por causa da dor, da perda, do sofrimento, do “azar”… mas também existem aqueles que despertam para isso através do amor, seja por alguém, por algo que se quer na vida, na profissão, na carreira, ou por amor a Deus, que é o que chamamos de Fé. De qualquer forma é sempre libertador e emocionante.

Desejo que todos um dia despertem para seus verdadeiros “Eus”, seus verdadeiros caminhos, planos, destinos. E que todos um dia tenham a consciência de que estamos aqui com a finalidade de evoluir espiritualmente e voltar a ser Luz! Ame mais! Tenha mais Fé! Creia!

Saudações! Namastê! Shalom!

Clique aqui e assiste ao filme online na íntegra, em versão dublada.

Prece ao Nepal

Somos responsáveis pela energia que projetamos aos outros, seja ela boa ou ruim. Por isso, no momento devemos projetar uma energia de Luz sobre o Nepal e os demais lugares atingidos pelo terremoto que provocou a morte de tantas pessoas. Nada melhor do que uma prece, profunda e verdadeira, para àqueles que se foram, aos familiares e parentes que sofrem com a perda de entes e de seus lares e aos que trabalham no resgate e na reconstrução de tudo o que se perdeu.Featured image

Senhor, Pai Eterno

Vire Teus olhos e Tuas mãos aos que sofrem

Acolhe os que se foram

E abençoa o trabalho dos que ajudam de alguma forma nos momentos de tragédia.

Envia teus Anjos e Trabalhadores de Luz para aqueles lugares desolados pelo terremoto,

Para que auxiliem no plano espiritual a todos que foram atingidos pela dor.

Que nossas preces sejam atendidas, com a Graça e o Amor de Deus

E que todos recebam nossa Luz neste momento difícil.

Amém!