O meu 2016

12512366_10201511035293154_3533603717232304765_n

Se eu pudesse resumir o meu 2016 em uma frase, seria:

Ninguém se torna iluminado por imaginar figuras de luz, mas sim por tornar consciente a escuridão. (C.G. Jung)

Não quero dizer que me tornei iluminada, ainda não! (Risos) Mas tornei consciente minha escuridão e dessa forma creio ter dado um bom salto na minha evolução como humana e como espírito. E foi forte! Ainda sinto os respingos da turbulência emocional pela qual passei. Foram 36 anos de lixos emocionais acumulados que vieram à tona de uma hora para outra, causando um pequeno transtorno mental/emocional/energético. Por momentos achei que ia enlouquecer pra valer, mas a certeza de que tudo nessa vida tem um motivo e nada é por acaso, me fez ver a situação de um outro prisma e me encarar de frente.

Claro que não passei por tudo sozinha, tive ajuda de pessoas queridas, apoio de amigos que com simples palavras conseguiam me acalmar e mostrar a luz no fim do túnel. E o mais interessante foi que fui usando em mim tudo o que estou aprendendo desde o ano passado, como se fosse uma prova sabe, um teste, para ver se eu estava aprendendo tudo direitinho (risos). Ou seja, tratei (na verdade estou tratando) Síndrome do Pânico e Agorafobia com: florais, meditação, Códigos Grabovói e Reiki; além de algumas sessões de Barras de Access com minha terapeuta/amiga/mestra super/mega/hiper maravilhosa.

Nos “dias escuros” (é como eu chamo o mês em que a coisa foi mais feia) aprendi muito sobre mim. Me autoanalisei profundamente e descobri coisas que não conhecia, relembrei coisas que tinha esquecido e me libertei de coisas que carregava sem necessidade. Durante os últimos três anos venho estudando muitas coisas voltadas para a espiritualidade, para o autoconhecimento e sobre energia. O que está sendo imprescindível para minha cura e equilíbrio. Agora, se alguém chega para mim e diz que as coisas com as quais eu trabalho não funcionam, eu posso afirmar com todas as letras: FUNCIONA SIM. Mas não é fácil, é preciso uma entrega e uma dedicação profundas, pois não é como a cura proporcionada pela medicina tradicional, em que você toma um medicamento que mascara o sofrimento e a dor logo em seguida, sem que você aprenda o porque daquilo estar ocorrendo. Não é como tomar um remédio para dor de cabeça e plim, sumiu. Não, é preciso ir fundo na questão, colocar tudo para fora, analisar e começar a apagar aquilo tudo, coisinha por coisinha. E leva tempo minha gente, não é do dia para a noite. E tem que fazer tudo certinho dia após dia. Sabe aquele famoso ditado “matar um leão por dia”? Aqui cabe perfeitamente, pois sendo o leão a representação das emoções negativas, é exatamente isso que temos que fazer, matá-lo todos os dias, pois do nada aquela emoção à flor da pele volta e você tem que vencê-la, superá-la, não deixar ela te atacar e te dominar.

2016 foi um ano intenso, em todos os sentidos, mas certamente o ano de maior aprendizado, pelo menos para mim. Portanto, ao contrário do que muitos podem estar dizendo e eu até compreendo seus motivos, eu posso dizer: Gratidão Universo por tudo que me ensinaste este ano! Por me permitir o autoconhecimento e o início de minha autocura completa!

Daqui pra frente, um novo ciclo de fato se inicia, pois deixamos a era regida pelo Sol e passamos a ser regidos por Saturno. Para mim mais ainda, pois vou pegar tudo o que aprendi e começar a mudança, potencializada pelo planeta que rege meu signo! Saturno não é fácil, eu sei bem!!! É denso, lento, exigente. Mas é o planeta dos construtores, do trabalho árduo, da sabedoria. Pode ser considerado o ancião que tudo sabe, tudo passou e transforma tudo em experiência e aprendizado.

Que venha 2017, sem expectativas, sem promessas, apenas desejo que mundialmente ele seja mais leve que esse que está acabando e para mim que seja de mais descobertas, mais cura, mais aprendizado e que eu possa continuar compartilhando o que aprendo e descubro, para assim auxiliar outras pessoas que estão passando pelas mesmas questões, afinal só quem passou por uma experiência é que pode ajudar; o conhecimento só tem utilidade se compartilhado e transformado em algo benéfico para alguém.

Que através de meu trabalho eu possa ajudar outras pessoas a se autodescobrirem e se autocurarem. Que meus estudos e minhas experiências sirvam para ajudar quem precisa. Que eu possa, através do que sei, despertar mais pessoas, empoderar mais pessoas e mostrar que o caminho da evolução está dentro de nós. Tudo está dentro de nós.

Para finalizar, sobre 2016, é como já disse o rei:

Se chorei ou se sorri, o importante é que emoções eu vivi!

Tchau 2016!!!

Vem 2017, te espero de braços, mente e peito aberto!!!

UM 2017 REPLETO DE CURA, AMOR PRÓPRIO E DESPERTAR PARA TODO MUNDO!

Blessed be! Namastê!

Anúncios

Vibração 9 9 9 – o poder desse dia

Hoje é um dia bem especial, energeticamente falando. Além da entrada da Lua Crescente que ocorreu pela manhã, estamos vibrando o número 9, pois hoje é três vezes 9: sendo dia 9, do mês 9 de 2016, que somado 2+0+1+6=9.

12920397_10153701958098167_3188562557624481091_n

Segundo alguns espiritualistas estudiosos de ciclos e energia, hoje encerramos um ciclo de 9 anos cármicos e precisamos pensar muito bem no que queremos para os próximos 9 anos. Devemos cuidar muito do que pensamos hoje. Devemos esquecer o passado e pensar apenas no que queremos para o futuro. Pensar em nossos planos, objetivos e sonhos, pois tudo o que pensamos hoje será potencializado. Acredito que ninguém queira repetir os erros e problemas dos últimos nove anos, todo mundo quer coisas novas não é? Então vamos pensar no que queremos, e não no que não queremos. Mas para isso precisamos nos desapegar do “como isso vai acontecer”. Isso não nos interessa, precisamos pensar no que queremos, emanar isso para o Universo e desejar que ele nos envie o que precisamos para realizar nossos desejos e sonho. Precisamos nos desapegar das expectativas também, apenas desejar e ser otimista, nos conectar com nossa essência e nosso poder interno e dessa forma nossa energia estará de acordo com o que precisamos para viver plenamente.

Vamos aproveitar essas energias que se abrem para nós, afinal uma ajudinha é sempre bem vinda.

Se deseja se organizar internamente para os próximos anos, posso te ajudar com um de meus trabalhos, através do Estudo Holístico da Personalidade (veja aqui uma amostra de como é), onde farei para você a análise numerológica do seu nome, análise numerológica de sua data de nascimento, análise da sua carta pessoal do tarô, indicação de floral pessoal baseado na sua data de aniversário e o ano que estamos, além da análise de signo, ascendente e anjo guardião. Um trabalho completo para te ajudar a se alinhar com sua essência. Solicite pelo email tai.olisantos@gmail.com ou via chat do facebook.com/taisantosterapias.

Blessed be! Namastê!

O que esperar desse Eclipse Penumbral

Amanhã, exatamente às 09:01:38hr nasce a Lua Cheia e nessa madrugada teremos um Eclipse Lunar Penumbral, então vamos entender, holisticamente, o significado disso.

Primeiramente, o que é um eclipse penumbral?

Eclipse_lunar cópia

Os eclipses lunares podem ser classificados de acordo com a parte da Lua que é obscurecida pela sombra da Terra, e por qual parte da sombra da Terra ela está sendo obscurecida.

A sombra projetada pela Terra possui duas partes denominadas umbra e penumbra. A umbra é uma região em que não há iluminação direta do Sol e a penumbra é uma região em que apenas parte da iluminação é bloqueada.

Os eclipses penumbrais ocorrem quando a Lua entra na região de penumbra, o que na prática resulta numa variação do brilho da Lua que dificilmente é notada. Se a Lua entra inteiramente na região de penumbra ocorre o raro eclipse penumbral total que pode gerar um gradiente de luminosidade visível, estando a Lua mais escura na região que se aproxima mais da umbra.

No Brasil esse fenômeno poderá ser visto à partir das 4:30 da manhã, e terá seu ápice entre 7:00 e 8:00 horas, nos estados do Norte e Nordeste.

eclipse penumbral

Quais os efeitos holísticos desse eclipse?

Bom, a começar por toda essa tensão que está acontecendo, tudo pode ficar intensificado e coisas obscuras ainda podem surgir. Imagina, mais coisa saindo de baixo do tapete!!!

O eclipse mexe com a ordem natural das coisas. O próprio ato de ocultar está ligado a um mistério. Assim, o significado primordial do eclipse é a incerteza. Tudo parece ficar incerto, em suspense, cerca de três semanas antes e depois do eclipse. O eclipse também gera uma tensão inconsciente. Há uma forte tendência à precipitação, que pode gerar acontecimentos. Como o próprio fenômeno simboliza algo incomum, o período do eclipse também tende a sinalizar acontecimentos inesperados e reviravoltas. As pessoas podem mudar de comportamento, situações podem se inverter, bem como pode haver descobertas. Por isto, tende a ser uma fase de mexidas.

Como o eclipse é detonador de situações de crise, pode ser potencialmente complicado para circunstâncias precárias e que envolvam algum tipo de dependência. Por isto, pede mais cuidado e que se evitem comportamentos imprudentes, a menos que você tenha aquilo que se chama de plano de contingência para lidar com imprevistos.

No eclipse lunar, a Lua é eclipsada. A Lua para a Astrologia tem a ver com o passado e com o sentido de segurança, é isto que fica mais precário nesta fase. As pessoas ficam com mais medo e mais reativas. Saber desta maior insegurança pode ser um importante diferencial para lidar com pessoas e situações. O eclipse lunar também pode fazer as pessoas saírem da sua zona de segurança (Lua). Algo em que se apoiavam ou com o que contavam pode ser temporária ou definitivamente alterado.

Esses fatores podem afetar a todos, mas principalmente as pessoas do signo em que ocorre o eclipse. Neste do dia 23/3 será em Libra.

Dicas: procurar afastar a tensão; não tomar decisões importantes essa semana, principalmente no dia de amanhã; meditar e buscar as respostas no interior; cuidar com discussões sobre assuntos muito delicados, evitar fazer isso nessa semana; observar os sonhos que se tem nesses dias, pois o oculto está se mostrando sutilmente, trazendo muitas mensagens para situações que não estão se resolvendo.

Blessed be! Namastê!

Fontes:
Galeria do Meteorito
Personare

A energia do dinheiro

Dinheiro iluminado

Olá Ciclamenses, hoje vou compartilhar com vocês um fato, inusitado, que aconteceu comigo e que me deixou intrigada por uns dias, mas no final, acho que obtive um aprendizado muito grande, sobre a energia do dinheiro. Vejam bem, essa história é verídica, ninguém me contou, aconteceu comigo. Não estou aqui fazendo propaganda de livro de autoajuda, nem querendo usar a mesma metodologia que os autores desses livros usam, até porque já li vários desses livros e nunca consegui acreditar muito neles, ou entender de fato as questões propostas por eles, mas… Vocês devem concordar comigo, coincidências não existem. Tudo é energia, tudo tem um porquê,um quando, um como. Venho buscando essas explicações em tudo o que acontece comigo, no dia a dia, afinal, a espiritualidade e o aprendizado só servem se aplicamos no cotidiano, senão são apenas teorias!

Na verdade são duas histórias, duas coisas que aconteceram, que no final se interligam. Vamos a primeira…

Dia desses, mais precisamente dia 23 de fevereiro, estava eu caminhando na rua, no centro da cidade, apressada, indo pegar o ônibus para ir para casa; no meio do caminho avistei um leque lindo, naqueles vendedores de rua, na calçada, não resisti; parei, comprei, ainda pedi desconto para o pobre do menino, que me deu o desconto, saí feliz com meu leque (está fazendo um calor absurdo no Rio Grande do Sul); no que eu saí de perto dele, nem bem virei, uma cigana “pulou” na minha frente, me pegou pelo braço, me levou para o canto e começou conversar comigo; sempre fugia delas, atravessava a rua, mas ali não tive escolha; e pior (ou melhor, depois analisaremos) é que eu queria aquilo, tinha curiosidade e tal… ela começou me pedindo para ler minha mão, eu disse que não tinha dinheiro, ela pediu R$50,00, eu comecei a rir, disse que não tinha, ela disse que não era pra eu ficar com medo, não ia me assaltar, eu continuei rindo, ela pediu qualquer valor, eu abri a carteira e dei R$10,00 (eu tinha R$50,00 na carteira, mas né!!!!), ela disse que queria os R$50,00, que sabia que eu tinha, eu disse que estava toda endividada e precisava pagar as contas; foi então que ela colocou o cigarro na boca, pegou a minha mão e disse tudo bem, vou ler pra você, falou várias coisas sobre minha vida amorosa, que sou uma pessoa que veio ao mundo pra ajudar os outros, não sei que cara eu fiz porque ela me olhou e perguntou com o que eu trabalhava, eu disse que era Terapeuta Holística, ela perguntou o que era isso, expliquei rapidamente, ela disse que era bom, combinava com meu dom de ajudar, aí tirou e colocou o cigarro na boca, olhou de novo e falou, as seguintes palavras (nunca mais vou me esquecer): “Você tem um dinheiro trancado, ele precisa sair”. Aí ela tirou do bolso uma folha de papel, vi que parecia ser uma oração, e pediu pra eu colocar a nota de R$50,00 no meio daquele papel, que ela ia passar pelo meu corpo para liberar o dinheiro, eu não dei de jeito nenhum (não sou louca!), ela insistiu, disse que não precisava ter medo, mas eu comecei a sair de perto dela, então ela disse tudo bem, me deu o tal papel e disse: “Coloca uma nota alta de dinheiro, a maior que você tem na carteira, embaixo do seu travesseiro por três noites, dorme sobre ela e não mexe nela durante esses três dias, depois pode usar”. Agradeci, disse que se recebesse um bom dinheiro, voltava e dava os cinquenta que ela queria, ela riu, saí. Peguei meu ônibus, olhando para o papel; era uma oração a Santa Sara; fui para casa pensando naquela maluquice. Sabe aquela coisa: não creio em bruxas, mas que elas existem, existem (eu sou uma) 😀 😀 😀 . Pois é, não custa tentar. Pensei. Fiz o que ela falou. Peguei a nota de R$50,00 que tinha na carteira e coloquei embaixo do travesseiro e nas três noites que deixei ali, fiz aquela oração do papel, pedindo prosperidade e abundância e abertura no meu caminho profissional e financeiro. Tirei de lá e coloquei de volta na carteira.

Bom, esse foi o primeiro fato. Agora o segundo…

Dias depois desse ocorrido, no dia 29 de fevereiro, eu tinha atendimento e também tinha uma entrega de produtos para uma prima; receberia dinheiro de ambos (atendimento, entrega), então resolvi pegar o dinheiro que tinha em casa, juntar com esses que receberia e depositar tudo no banco para quitar uma conta; não sei porque, mas resolvi colocar a nota de R$50,00 (aquela dita cuja) no bolso, ao invés de colocar dentro da carteira (pensei nos assaltos que estão acontecendo dentro dos ônibus), deixei somente notas de baixo valor na carteira; estava de bermuda jeans, então não tinha problemas; fui para o espaço onde atendo, atendi, a menina me pagou e saiu, tirei a nota de R$50,00 do bolso, juntei com mais uma nota de R$50,00 do atendimento, dobrei e coloquei no bolso novamente; fechei a sala, peguei o elevador, saí; no meio do caminho, avistei uma banquinha de chás, comprei dois, paguei com o dinheiro que tinha na carteira, lembro que levei a mão para pegar as notas que estavam no bolso, mas aí lembrei que tinha trocado na carteira e nem mexi naquelas notas; peguei meus chás e fui, a pé, até o trabalho de minha prima; chegando lá, minha irmã estava lá também (elas trabalham juntas), uma cliente, depois outra cliente, ficamos papeando, as clientes saíram, entreguei os produtos para minha prima, que me pagou; deu um total de R$60,00; guardei os trocos na carteira e a nota de R$50,00 resolvi juntar com as outras duas do bolso, foi quando a pior sensação do mundo tomou conta de mim… achei que ia desmaiar! Não tinha nada no bolso! Acho que fiquei gelada do dedo do pé ao último fio de cabelo. Devo ter ficado numa cor transparente, porque minha prima e minha irmã me perguntaram o que tinha acontecido e eu disse: gurias, perdi R$100,00 (eu tinha uma conta de aproximadamente R$200,00 pra pagar)!!! Elas tentaram me acalmar, dizendo que eu devia estar enganada, que era pra olhar na bolsa, fiz o que disseram, mas eu sabia que era inútil, pois sabia que tinha colocado as duas notas no bolso; mas sabe que nesses momentos a gente fica meio zonza, não sabe mais o que aconteceu de verdade, então despejei tudo o que tinha na bolsa, tudo o que tinha carteira e nada… resolvi voltar lá no espaço onde atendo para ver se estava por lá. Nada, procurei por tudo, até no banheiro, nada. Entrei em desespero, comecei a chorar como a muito tempo não chorava; sozinha naquele silêncio, o pôr do sol lindo entrando pelas enormes janelas do décimo andar, um espaço lindo, de cores claras, com imagens lindas e eu naquela tristeza de dar dó; sentei numa poltrona, peguei o celular e mandei um wats para minha irmã dizendo que não estava lá e que não conseguia parar de chorar; ela tentou me acalmar, não sabia o que dizer; mandei uma mensagem também para uma amiga, dona do espaço onde atendo, que é minha confidente e também minha terapeuta (terapeutas também precisam se tratar de tempos em tempos), contei o que tinha acontecido, ela me disse: “Calma Tai, não fica assim, você vai achar esse dinheiro, faz o seguinte, reza para São Miguel Arcanjo e pede pra ele te ajudar”. O espaço dela é protegido por São Miguel e ela é devota dele, além de trabalhar na frequência dele, então fiz o que ela disse, me ajoelhei, chorando, pedi pra ele me acalmar, pra me conformar e pedi, com todas as minhas forças e com todo o meu coração que a pessoa que achou aqueles R$100,00 estivesse precisando muito mais do que eu e também pedi para que ele me ajudasse a recuperar rapidamente aquele dinheiro, para poder pagar a conta. Parei de chorar, tomei um floral emergencial, sentei de novo, respirei fundo e me lembrei da cigana. Quando me lembrei dela, na hora pensei nas palavras: maldita, safada, praga de cigana… mas aí, de repente, o pensamento foi mudando para: esse dinheiro tinha que ir embora, por algum motivo que ainda não sei qual é, mas tinha (você tem um dinheiro trancado, ele precisa sair). Saí do espaço, fui pra casa. No ônibus, lembrei que estava carregando a oração que ela me deu, na carteira. Cheguei em casa e tirei a oração da carteira, pensei em queimar, mas não fiz. Deixei por lá. Cheguei em casa no início da noite e antes do jantar recebi uma mensagem, de uma moça querendo contratar uma leitura de Tarot Terapêutico (um dos meus trabalhos, que cobro R$50,00 a sessão); passei os dados da conta para depósito; às 23:00 horas, quando já tinha desligado computador e descido para assistir um pouco de TV, vi no celular que tinha uma mensagem no Messenger, entrei e vi que a pessoa tinha mandado a dias, mas como não tenho ela como amiga no facebook, estava em “Outros” e eu não tinha visto, era outra pessoa querendo, também uma leitura de Tarot Terapêutico (mais R$50,00)… comecei a rir. Sério, sozinha na sala, no escuro, comecei a rir e agradecer a todos: São Miguel, meu Anjo da Guarda, ao Grande Espírito. Em breve estaria recuperando o dinheiro perdido.

Porque estou contando tudo isso só agora, visto que aconteceu lá em fevereiro. Porque hoje, neste dia, depois de pensar sobre valores de trabalho, uma promoção que fiz num grupo do Sagrado Feminino, um insigth tomou conta de mim e percebi, enfim, o significado disso tudo e de tudo o que aqueles livros pregam: a energia do dinheiro. A cigana me disse que eu tinha um dinheiro trancado e que precisava sair. Pois ele saiu. E voltou. E desde aquele dia, não parei mais de “receber”. Não só dinheiro, tenho trabalhado sim, com atendimentos, fiz uma palestra sobre o feminino, foram poucas mulheres, mas o evento chamou a atenção de outras pessoas, que moram em outras cidades e já estou em negociação para levar o evento a uma cidade, dia 08 de abril, com muito mais mulheres… recebo presentes, do nada; pessoas me dão coisas que estou usando em meu trabalho; pude fazer minha iniciação no Reiki, que era uma coisa que a muuuuito tempo queria fazer, pois sempre tive amor por essa técnica, mesmo quando não sabia exatamente o que era; estou tendo muitas ideias com relação a divulgação do meu trabalho, a trabalhos diferentes, a promoções, etc… tudo está fluindo!

Hoje, comecei a pensar nisso tudo e percebi o seguinte: tudo é energia, certo? Pois dinheiro também é energia, e energia precisa fluir; o dinheiro pode ter uma energia negativa ou positiva, a gente é quem decide isso; se toda vez que formos pagar algo, reclamamos ou sentimos pena de pagar, ou entregamos o dinheiro sem vontade, sentindo vontade de não entregar, com dúvida se está certo pagar aquilo, estamos automaticamente colocando a energia negativa naquela troca, bloqueando a energia, estagnando; se temos, desde pequenos, o pensamento de que gente rica explora gente pobre, quem tem mais sempre vai ter mais e quem tem menos sempre vai ter menos e eu sou da parte dos que tem menos, então é exatamente isso que vai continuar acontecendo; se continuarmos pensando que o dinheiro é o mau do mundo, ele vai continuar sendo; e se a gente quer ser uma pessoa boa, não condiz ter dinheiro, afinal ele é uma coisa ruim! Agora, se toda vez que vamos pagar algo, pensarmos que aquele dinheiro está sendo bem investido e irá retornar de alguma maneira, é isso que vai acontecer; se ao cobrarmos por um trabalho, tivermos a certeza de que estamos justos no que estamos fazendo, que aquela cobrança é uma energia positiva que está vindo por nosso merecimento e dedicação, teremos mais motivos para receber essa energia; se passarmos a ver o dinheiro, todo e qualquer, o que sai e o que entra como uma energia de troca e agradecer sempre (pelo que entra e pelo que sai), o dinheiro vai fluir em nossa vida de forma natural.

Pois é, tudo isso está lá naqueles livros. Mas quando a gente está lendo, acha que deve começar a pensar daquela forma, e começa a pensar. Aí, acontece algo que contraria o que estamos pensando e automaticamente mudamos o pensamento: “Isso não funciona; sou azarado(a) mesmo; não estou fazendo certo; escreveram isso pra vender livro e ganhar dinheiro em cima da minha ignorância; etc, etc, etc”. Entramos na frequência contrária rapidamente. Só que tem o seguinte, primeiro que não é apenas pensar positivo, é SENTIR de verdade que o dinheiro é uma energia e eu mereço; segundo, ser positivo quando tudo está bem é fácil, ser positivo quando algo ruim acontece é que é a prova de que se aprendeu de verdade a lição e conseguiu mudar a frequência da vibração energética! E a vida testa, pode ter certeza, que a vida vai testar o que estamos aprendendo. Isso eu posso garantir!

Além de tudo isso, comecei a pensar em numerologia, pois tudo o que aconteceu comigo foi em volta da nota de R$50,00 = 5. Cinco é o número da humanidade, dos cinco sentidos (percepção), na Cabala, corresponde a letra He, respiração, a corrente vital que circula no corpo (fluidez natural). E ainda tem uma outra questão, do Xamanismo… estou fazendo um mini curso sobre Animal de Poder e num dos dias fizemos uma vivência: devíamos entrar em meditação, fazer uma pergunta sobre algo que queremos resolver em nossa vida, esperar qual animal apareceria para nós e qual mensagem ele nos passaria. Fiz, perguntando sobre como abrir meus caminhos financeiros, como me abrir para a prosperidade e recebi uma borboleta amarela, batendo as asas na minha frente, ela não me passou nenhuma mensagem, não ouvi nem intui nada, apenas fiquei observando-a. Horas depois, estava eu olhando as postagens do facebook e me deparei com uma postagem de um conhecido, uma imagem de uma borboleta com aquela frase famosa: Não corra atrás das borboletas, cuide do jardim para que elas venham. Mensagem mais direta que essa, só jogando com um tijolo junto! 😀

Borboleta, transmutação, transformação, bater de asas sem barulho, fluindo… É muita coincidência junto para deixar de lado não acham? E coincidências não existem, tudo está interligado, tudo tem uma explicação, então…

Desculpem o texto longo, mas queria passar minha experiência a todos, para de alguma forma ajudar a quem esta passando pelo mesmo que eu passei, durante anos da minha vida: não conseguir ganhar dinheiro, não entender porque não consegue prosperar, não saber lidar com o tal do dinheiro. Me livrei disso e desejo, de coração, que todos se livrem. Precisamos fazer essa energia fluir e se tornar cada vez mais positiva. E a crise? Sim, ela existe, mas o dinheiro ainda existe, está em algum lugar, vamos movimentá-lo, por favor!

Blessed be! Namastê!

Crianças Índigo

DSC00894

Olá Ciclamenses, semana passada assisti a uma aula online sobre: Quem são as crianças índigo e o que fazer para ensinar e aprender com elas. O palestrante, Jonas Antunes Ramos, é especialista em Meditação para Crianças. Vou postar resumidamente o que vimos, com fotografia de alguns slides (dica dele de que podíamos divulgar).

* O modelo social vigente (inimigo invisível) está dizendo que as crianças estão doentes e que precisamos “drogá-las” para resolver, basta ver as estatísticas de venda de medicamentos como a Ritalina.

DSC00895

* O sistema educacional atual não está preparado para as crianças e jovens de hoje.

* O inimigo invisível está criando crianças e jovens: ansiosas, desobedientes, irritadas, hiperativas, com dificuldade de concentração e atenção, com problemas alimentares, com insônia, etc.

DSC00896

* A Ritalina (a droga da obediência) é responsável pela morte súbita de crianças.

* Os adultos perderam a capacidade de dialogar.

DSC00897

* Quem são as crianças índigo: à partir de 1972, profissionais da saúde perceberam o nascimento de crianças com comportamentos e síndromes diferentes; estudos durante anos levaram ao descobrimento da TDAH (transtorno de deficit de atenção e hiperatividade); à partir de 1982 essas crianças começaram a surgir em maior número, assim os laboratórios começaram a criar medicamentos para esse transtorno.

* Mais adiante, estudiosos do campo energético, junto com pesquisadora que via auras, começaram a estudar essas crianças e jovens e perceberam uma diferença na cor de seu campo energético: elas possuem uma cor azul mais escuro (índigo).

* Foi então que percebeu que estava nascendo um novo ser humano, uma nova raça; não são crianças doentes, são crianças de uma nova era com consciência expandida e muito mais sensitivas.

DSC00898

* Vale ressaltar que nem todas as crianças e os adultos índigo tem TDAH e vive-versa.

* Qual a principal missão dos índigos? Bater de frente com a sociedade vigente, provocar uma mudança radical.

* Os índigos são muito holísticos, têm uma visão do Todo.

* A humanidade está entrando em uma nova dimensão e essas crianças vieram para impulsionar a todos a entrar nessa nova vibração; vieram preparar o terreno para que possamos evoluir; vieram nos tirar da ZONA DE CONFORTO.

* Como vamos evoluir se muitos nem sabem o que estão fazendo na Terra? Pois cabe a cada um de nós entrar na vibração da energia índigo, despertando para uma nova consciência, uma nova realidade, alinhando-se com nossa vibração energética e buscando a mudança. É papel de cada um.

* Algumas características Índigo

DSC00902

* Dicas para quem vive com uma criança índigo: é preciso criar um ambiente que estimule talentos e dons, pois eles têm muitos e não podem ser desmotivados; quando for preciso dizer não, há de se explicar o porquê desse não, pois índigos são questionadores, desde muito pequenos, precisam de respostas que tenham fundamento; o bom e velho “É não e não e pronto” não serve mais para essas crianças; dedique um tempo para ela, esteja conectado com ela (conexão real, não só virtual); tenha firmeza ao falar, pois elas são muito inteligentes e perceptivas, irão perceber sua insegurança ou falta de atenção.

* Personalidade das Crianças Índigo: existem muitas, mas 4 principais e mais identificáveis

DSC00905

Este slideshow necessita de JavaScript.

* Exemplos de Crianças Índigo

Este slideshow necessita de JavaScript.

* Mais dicas:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Para mais informações: meditacaoemfamilia@gmail.com

Namastê! Blessed be!

Leitura aleatória IV

Cada um deve olhar para seu interior e refletir se o que tem feito na vida é coerente com os ditames de sua razão, com tudo o que a natureza lhe proporcionou e acima de tudo se está agindo com os clamores da voz interior, da alma sintonizada com sentimentos nobres e pensamentos altruístas. Quando cada um age de acordo com seu dharma, toda a natureza age a seu favor, e, quando atua contra, o ser nada contra a correnteza.

(Livro Dharma: Harmonia Cósmica – Antonio Geraldo Buck; Mystic Editora; pg.53)

yin_yang_sol_lua