Ode ao Sagrado Feminino que Sou

Featured image

Hoje somos Luas
Hoje somos loucas
Hoje somos Vênus
Hoje somos belas
Hoje somos chamas
Hoje somos morte
Hoje somos vida
Hoje a lua nos sorve
Hoje sorvemos a lua
Seu hálito de deusa
Nos sopra seus segredos e
Hoje seremos lobas
Uivemos! Pois,
Hoje somos o que sempre seremos…
Mulheres Deusas
Mulheres Luas!

(Tai Santos)

Dedico este poema a Deusa Mãe Terra!

Dedico este poema a todas as mulheres que como eu despertaram seu Sagrado Feminino!

Blessed be! Namasdê!

*Namasdê significa: a deusa em mim saúda a deusa em você

O ateu e o religioso

Hoje quero escrever sobre uma história que escutei a muito tempo atrás. Sempre que alguém duvida de minhas crenças, ou das crenças de outra pessoa, eu lembro dessa história.

Eu costumava ouvir um programa noturno de uma rádio aqui do sul, bem diferente, meio maluco até, que ia até altas horas da madrugada. Tinha, além das músicas mais bacanas, algumas maluquices que o radialista (doido de pedra) fazia, como ligar pra pessoas conhecidas, no meio da madrugada, só para saber o que estavam fazendo, ligar para alguém, a pedido de outro, para fazer uma declaração, entre outras coisas. A meio noite, sempre, ele lia alguma mensagem, poema, trecho de livro, coisas assim para se pensar, depois colocava uma música mais lentinha pra relaxar. Eram mensagens muito interessantes, bacanas, às vezes engraçadas, outras tristes, ou apenas filosóficas… mas uma delas eu nunca mais esqueci, que é a história que vou relatar abaixo:

Um neurocirurgião católico fervoroso e um astrônomo ateu conversavam, discutindo religião, quando o ateu falou: Há muito tempo que eu estudo o Universo, explorando o céu, os planetas, as constelações, e eu nunca vi Deus.

Foi então que o neurocirurgião rebateu: Há muito tempo que eu faço cirurgias, já abri muitos cérebros, e nunca vi um pensamento.

Featured image

Tem coisas que sabemos que existem, não precisamos vê-las, porque podemos senti-las. A Energia que nos criou, seja qual for o nome que lhe damos, é assim, é preciso senti-lo, não vê-lo com os olhos físicos. Só conseguimos vê-lo com os olhos da alma e presenciá-lo em toda a Sua obra, que está a nossa volta o tempo todo e é perfeita: a natureza e seus ciclos, o corpo humano e seus ciclos.

Blessed be! Namastê!

Foto: Nicholas Buer, site Hypeness

Você já ouviu falar em Abraham Hicks?

É sobre este conhecimento, que recebi esta semana, que quero compartilhar aqui no blog. Eu ainda não tinha ouvido falar nada sobre isso, pelo menos não me lembro. Já li os livros “O Segredo” e “A Magia”, ambos de Rhonda Byrne e “A Lei da Atração” de Michael J. Losier e que tratam todos, mais ou menos, do mesmo assunto. Mas não me recordo de ver mencionados os nomes do casal Esther e Jerry Hicks.

Pois essa dupla tem um trabalho voltado para as questões da Lei da Atração. Eles “recebem” mensagens espirituais de entidades inteligentes provenientes de uma outra dimensão, ao qual eles se referem apenas como Abraham.

Abraham começou através de Esther Hicks a responder questões econômicas e espirituais para um pequeno grupo de amigos íntimos do casal e hoje responde perguntas diversificadas para muitas pessoas espalhadas pelo mundo –  principalmente para os que participam dos seus seminários que são ministrado em cidades americanas. (Site Luz de Gaia).

Eles canalizam essas respostas em palestras, onde as pessoas fazem perguntas sobre assuntos variados e recebem a resposta na hora. Tudo é gravado em vídeos e áudios e você pode fazer uma busca no YouTube e ouvir as mensagens. Eles também possuem diversos livros, como “Peça e será atendido” e “Dinheiro atrai dinheiro”, os mais populares. O casal é bem conhecido entre famosos, já deram entrevistas em programas famosos, já foram citados em jornais e revistas importantes.

Todas essas obras que falam da Lei da Atração, discutem mais ou menos as mesmas coisas. Mas sempre podemos tirar proveito de algo que nos chama a atenção, pois cada um tem seu ponto de vista e sua maneira de interpretar o que quer que seja, certo? Portanto, sempre é válido obter o conhecimento de várias fontes, e canalizar aquilo que nos cabe. É o que penso.

Eles falam muito o termo Vórtex, e fiquei super curiosa para saber mais sobre isso. Ao que entendi, Vórtex (ou vórtice) seria o nosso Eu Interior, um campo dentro de nós mesmo que possui toda nossa energia poderosa para atrairmos tudo o que desejamos. Baixei o livro de Ester Hicks, “The Vortex” do Slideshare e ainda não comecei a ler. Mais adiante, posto a respeito disso.

Escutei alguns áudios e fiz várias anotações do que achei interessante, e descrevo abaixo uma delas (copiei da tradução em português feita direto no vídeo do YouTube):

Vocês têm uma perspectiva da Energia da Fonte, com a qual precisam se harmonizar para ser feliz. Não podemos dizer com mais clareza. Você tem uma perspectiva da Energia da Fonte sobre tudo e especialmente uma perspectiva sobre você, que precisa em seu agora, harmonizar-se para ser feliz. Você não poder olhar-se para si mesma de formas falsas e ser feliz! Não pode argumentar por suas limitações e ser feliz! Não pode se martirizar pelo que deveria ter feito, ou deveria estar fazendo agora, e ser feliz! Você precisa fazer as pazes consigo mesma, entender que está bem onde está. Tem que estar tudo bem, que você não arrumou a cama e que se deitou lá o dia inteiro, se estava se sentindo assim, tem que estar tudo bem. Tem que parar de deixar que outros humanos, que precisam que você faça certas coisas para que eles possam ser condicionalmente felizes, guiarem você para longe daquilo que o amor verdadeiro é.

Achei válida essa resposta dada a uma jovem num dos seminários, mas que serve para todos nós. Em algum momento de nossa vida, ou vários momentos, ficamos com “peso na consciência” por algo que fizemos ou deixamos de fazer, principalmente por causa do julgamento alheio. Mas no decorrer do despertar espiritual percebemos que isso é uma armadilha. Tudo o que estamos fazendo é o que podemos fazer no momento. Nem mais nem menos. Quando precisamos dar um novo passo, somos levados a isso e é isso o que acontece, mas não porque outra pessoa nos “empurrou”, nós é que devemos ter a consciência disto. Se o fizemos porque alguém pediu/mandou, provavelmente faremos algo errado, que não está a nosso alcance. Temos dentro de nós todo o poder de mudar e de fazer o que for necessário para evoluir. Mas nem sempre temos essa consciência, então recebemos “mensagens” do lado de lá (Deus, Anjo, mentores espirituais, energia cósmica, Jesus, seja qual for o nome que damos) que nos empurram para a mudança.

Ficar se martirizando por causa dos julgamentos dos outros ou de nossos próprios julgamentos só atrasa nossa evolução e nossa busca pela essência plena.

Clique aqui para acessar um dos vídeos Abraham Hicks, e lá terá acesso a vários outros.

Saudações! Namastê! Shalom!

Mandala para Ishtar

Sexta-feira criei uma Mandala em homenagem a Ishtar. Não sei explicar porque, mas semana passada sonhei com a palavra Caldeia, fui pesquisar, acabei (re)aprendendo sobre os caldeus, Babilônia, Nabucodonosor, a deusa Ishtar, profeta Daniel e muito mais. Fiquei pensando em Ishtar e fiz a mandala.

Featured image

Eis que hoje descobri que este mês lunar é regido por Ishtar!!! (minha intuição está mais aflorada do que nunca)

Segue o texto que li hoje pela manhã na fanpage Faces do Sagrado Feminino:

O que vibra hoje…
O tempo de derrubar os muros que nos impedem o caminho.
Que muros precisa transpor para seguir adiante?
Que barreiras precisa vencer para sustentar o que te sustenta?
Qual a sua guerra?

HOJE É TEMPO DE DERRUBAR…
Segundo a astrologia cabalista, hoje é tempo de derrubar… derrubar os muros que estejam impedindo o crescimento de nossa potência espiritual. Sobretudo é tempo de derrubar muros em relação ao nosso sustento.

HOJE É YUMÁ LAMAK’HAMA – o dia da guerra. A guerra é uma questão fundamental para a vida de um cabalista, que é forjado para ser um guerreiro e um guerreiro está sempre em guerra. Esse é o seu desenvolvimento. Hoje, faça um brinde à suas vitó…rias… brinde seus feitos e honre seus inimigos.

Nesse ciclo lunar, estamos por conta da proteção das águas doces… Ishtar é a deusa mais presente nesse mês solar de Avu, a constelação de Leão, Ariá. Uma das faces sagradas de Ishtar é o sustento. Das águas dos rios é que se pode obter o ouro, considerado um presente de Ishtar aos seres humanos. Esse é um metal associado a Ishtar.
E a água doce é uma fonte de riqueza para a tradição… é o que mantem os campos de agricultura produtivos. Podemos dizer que é a face que mata a sede e a fome da humanidade. Nada sobrevive sem as águas doces… nem mesmo a vida.

Alahá Nadiruk’h! Que o Sagrado nos mantenha no caminho.

Fonte: aulas de Mario Meir.

Por Carmem K’hardana

Que Ishtar nos banhe com sustento e ouro, e que esse ouro vire luz, para que possamos espalhar o bem por onde passarmos. Tudo o que recebermos, compartilharemos, seja conhecimento, cura, prosperidade ou sorrisos. Tudo o que vir, será usado para o bem e pelo bem. Assim Seja! Assim é!

Saudações! Namastê! Shalom!

Clique aqui para conhecer Faces do Sagrado Feminino

Os mistérios de Plutão

Os últimos dias têm sido uma adrenalina para os cientistas (e curiosos) do mundo todo, já que depois de nove anos de viagem, no último dia 14, a sonda New Horizons chegou enfim a Plutão, nosso “planetinha” longínquo.

Featured image

Todas as informações a respeito do planeta anão, chegarão ao longo de 16 meses, mas o pouco que se viu deixou os cientistas perplexos e animados.

Do ponto de vista mais holístico, o que se percebe quando a ciência “descobre” e/ou se aprofunda em algo, é que na verdade mistério é só um ponto de vista. Tudo o que se vê é uma parte do todo, aquilo que não se vê é chamado mistério. A partir do momento que se passa a pesquisar e observar mais de perto, o mistério vai se dissolvendo, e tudo parece incrivelmente normal depois. Como se tudo estivesse ali, diante de nós, mas nossos pensamentos limitados nos impedem de ver de fato.

Outra questão levantada com esse evento é a frase: “Há muito mais entre o céu e a Terra do que sonha nossa vã filosofia”. Nunca na história da humanidade, essa frase tem sido provada e repetida com tanto mérito. Muitas descobertas foram feitas ao longo de nossa história, mas talvez estejamos vivendo agora uma das maiores revoluções, pois são tantas descobertas importantes, ao mesmo tempo, e em tão pouco tempo se comparado aos descobrimentos do passado, que muitas vezes nem percebemos, mas num futuro bem próximo, vamos contabilizar uma mudança incrível, creio. Nosso Universo ainda é um mistério, mas está se descortinando, se despindo para nós, de forma muito rápida. Estejamos atentos!

Gratidão aos cientistas que não se cansam de buscar.

E para quem adora assuntos de astronomia, a matéria abaixo é um prato cheio.

Por que a passagem da sonda por Plutão deixou os cientistas de queixo caído

“Eu pensava que esta missão poderia terminar como uma das mais chatas do mundo, e que Plutão acabaria sendo como nossa Lua ou Mercúrio, um planeta cheio de crateras em que nada acontece”, afirmou à BBC Nigel Henbest, astrônomo britânico da Universidade de Leicester e conhecido divulgador científico.

“Ficamos todos de queixo caído com o que vimos, toda a atividade nesses mundos (Plutão e suas luas), mas ainda não temos ideia do que está realmente ocorrendo ali.”

Henbest fala com paixão sobre a paisagem de montanhas geladas, sem crateras e com evidências de processos geológicos encontrada no planeta anão nos confins do Sistema Solar.

Sua surpresa é compartilhada pelo restante da comunidade científica que, graças à sonda New Horizons da Nasa (agência espacial americana) que sobrevoou Plutão em 14 de julho, pode, pela primeira vez, conferir imagens em alta resolução do planeta.

A geografia dinâmica e variada revelada pelas imagens muda a perspectiva que tínhamos sobre esse corpo celeste desde seu descobrimento, há 85 anos.

E essas informações também podem trazer respostas sobre como se formam os planetas e, inclusive, sobre as origens de alguns elementos fundamentais da vida.

(veja a matéria na íntegra clicando aqui)

Saudações! Namastê! Shalom!

Fonte: BBC